04/02/2020 às 11:21 - Atualizado em 04/02/2020 às 11:31

Comércio e turismo devem movimentar 2,2 bilhões de reais durante carnaval na Bahia, estima a Fecomércio-BA

O comércio, especificamente, deve crescer 2% em relação a 2019

O Carnaval  é o primeiro grande evento do calendário de 2020. Segundo estimativa da Fecomércio-BA, o comércio e o turismo devem movimentar 2,2 bilhões de reais durante o período da maior festa de rua do mundo, no Estado. Os cálculos foram feitos a partir de dados da CNC - Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo e também do IBGE.

Em relação ao turismo, o valor de gastos das famílias durante o período do Carnaval está estimado em R$ 1,4 bilhão, envolvendo setores como hospedagem, alimentação fora do domicílio, transportes, entretenimento etc.

O comércio tende a ter uma circulação de dinheiro um pouco menor, mas não menos relevante, de R$ 800 milhões, 2% a mais do que o registrado no mesmo período do ano anterior. “E para chegar a esse número foram consideradas somente as atividades que têm alguma relação com as festividades como supermercados, vestuário, farmácias e combustíveis”, explica o consultor econômico da Fecomércio-BA, Guilherme Dietze.

“O que vem permitindo a melhora das expectativas é o quadro econômico mais favorável, com mais emprego, renda e disponibilidade de crédito. As famílias estão conseguindo se programar mais para fazer suas viagens pelo país por conta de terem mais segurança no seu atual cargo profissional e, sobretudo, após a alta do dólar que deixou mais cara a viagem ao exterior”, contextualiza o economista.

O especialista acredita que a Bahia, como um dos principais destinos turísticos do Brasil, certamente irá aproveitar este momento, através dos seus diversos destinos, como as praias do litoral, o Carnaval de Salvador, e a natureza do interior. “O aumento da oferta de voos para os aeroportos do Estado também irá beneficiar a economia da região. São mais pessoas buscando hospedagem, consumindo em restaurantes, comprando nos mercados locais, fazendo passeios turísticos, utilizando os transportes disponíveis, ou seja, movimentando as áreas de comércio e turismo”, esclarece Dietze.

“Em resumo, vai ser mais um Carnaval de bilhões de reais gerando emprego e renda para as famílias do estado da Bahia. Mesmo com as festas de outras cidades como a de São Paulo ganhando mais relevância, inclusive passando Salvador nos sites de buscas de passagens para o Carnaval, ainda há espaço para todos, ainda mais no atual momento de melhora da economia, com as condições econômicas das famílias mais favoráveis”, conclui o economista.