05/09/2018 às 10:06

Confiança do empresário baiano tem crescimento em agosto

Expectativas positivas e crescimento no investimento do comércio estão refletidos no Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), apurado pela CNC e Fecomércio-BA. A confiança do empresário baiano avançou para 101,7 pontos no mês de agosto, tendo 2,4% de acréscimo em relação ao mês imediatamente anterior. Já a média nacional de confiança do empresário brasileiro apresentou um recuo de 2,5%, fechando agosto com 103,7 pontos.

No estudo, os subíndices na Bahia de expectativa para economia (141,7 pontos), setor do comércio (150,3 pontos) e empresas (156,9 pontos), ainda não demonstraram queda desde o início do semestre e devem se manter em zona positiva.

Para o assessor econômico da Fecomércio-BA, Fábio Pina, apesar de avançar muito lentamente, o importante é que a  confiança vem se mantendo na zona positiva. “Pontos positivos, como a expectativa para o setor do comércio, que alcançou a aprovação por 39% dos empresários baianos, mostram que aos poucos o comércio do Estado sai da crise, o que é fato positivo quando analisado numa perspectiva nacional”, pontuou o especialista. 

Expectativa de Contratação – Mantendo-se em saldo positivo e com crescimento de 3,0%, no mês de agosto, a expectativa de contratação ainda não teve queda em 2018, realidade bem diferente à de 2017, quando, desde o início do ano, este item não alcançou pontuação positiva.

Veja também

Índice de Confiança do Empresário do Comércio