04/06/2020 às 14:47

Fecomércio-BA, CDL Salvador e FCDL Bahia preparam retomada paulatina do varejo na cidade

Instituições atuam alinhadas com Prefeitura e Governo do Estado para ação segura e gradual

 

As instituições Fecomércio-BA, CDL Salvador e FCDL Bahia vêm conversando com a Prefeitura de Salvador e Governo do Estado para a retomada gradual das atividades de comércio na cidade. No dia 1º de junho, a Prefeitura renovou a autorização de funcionamento dos espaços comerciais que vinham operando e ampliou a liberação para lojas que possuem acesso independente em shoppings, como clínicas, laboratórios e demais estabelecimentos de saúde.

 

No comércio fora de shopping, voltam a operar serviços de arquitetura e decoração, lavanderias, lojas de materiais elétricos e de ferragens, clínicas odontológicas, além de concessionárias e revendas de veículos.

 

Esta semana, as três entidades representantes do comércio veicularam campanha audiovisual defendendo uma retomada responsável. “Tivemos de fechar as portas em favor daquilo que é mais precioso para nós: a vida. Agora nos preparamos para reabrir com responsabilidade e todo o cuidado com você e com todos os nossos funcionários”, diz a peça.

 

O material lembra que os setores de comércio e serviços, juntos, respondem por 70% dos empregos e representa mais de 60% do PIB do Estado. Para o presidente da CDL Salvador, Alberto Nunes, o momento é diferenciado e exige uma postura cuidadosa. “As instituições estão tendo papel responsável, apoiando os protocolos de saúde, realizando ações para minimizar os prejuízos para o comércio e mantendo contato com os lojistas”, disse.

 

“Seguimos juntos desde o início da pandemia e alinhados com o poder público, apoiando as duras medidas necessárias à preservação da vida. Agora chegou a hora de trabalhar para a reabertura gradual, segura e responsável, contando com o auxílio dos empresários”, atesta o presidente da Fecomércio-BA, Carlos de Souza Andrade.

 

“Desde o início, estamos acompanhando a evolução da crise e entendemos que foi necessária a restrição. Agora, com a possibilidade da abertura, estamos nos organizando para garantir um ambiente seguro para todos, clientes e funcionários”, explica o vice-presidente da FCDL Bahia, Antoine Tawil.