19/11/2020 às 15:38 - Atualizado em 19/11/2020 às 15:39

Fórum do Comércio 2020 discute inovação, gestão de negócios e futuro do varejo

Evento gratuito virtual, promovido pela Fecomércio-BA e Sebrae Bahia, aconteceu na quarta-feira (18) 

A Fecomércio-BA e Sebrae Bahia realizaram a segunda edição do Fórum do Comércio 2020, nesta quarta-feira (18). O evento virtual contou com uma diversidade de palestras, painéis, bate-papos e cases de sucesso, voltados a empresários do varejo baiano. 

O Fórum do Comércio contou com oito horas de programação e recebeu nomes como William Caldas, Luiz Candreva, professores da Fundação Dom Cabral, Rony Meisler, além de um painel com as empresárias do Bolo das Meninas, Miranda Studio, Menina do Sofá, The Finds, mediado por Rebecca Lyrio.  

Para esta edição, o evento contou com o apoio do Senac, através do Programa Senac Comércio, que oferece capacitações estratégicas voltadas às empresas e com princípios como inovação, tecnologia e inteligência em negócios. O Programa tem o objetivo de aumentar as vendas e o engajamento dos clientes a partir do aprimoramento da experiência. 

“Ele é estratégico, assertivo e faz com que você se sinta parte do negócio. O consumidor de hoje quer viver boas experiências e estar em um ambiente conectado com suas escolhas e o Programa vem com essa vertente de integrar os setores da sua empresa com inteligência e negócio”, pontuou Milena Almeida, coordenadora do Programa Senac Comércio. 

Com o tema “Lideranças de Equipes de Alta Performance com Foco em Resultados”, a palestra realizada pelo especialista em vendas, William Caldas, propôs um espaço de conexões e conversas sobre liderança e criação de metas. “A dica que eu dou para quem está começando e quer se espelhar no resultado rápido, é criar meta com foco em resultados”, relatou William.  

Além disso, o especialista ressaltou a importância de estudar finanças e atentar-se aos sinais do mercado “para sair da guerra dos preços e focar na disputa de valor, a agilidade, comunicação e atendimento empresarialsão fundamentais para ganhar um diferencial em relação aos concorrentes”. 

Mediado por Rebecca Lyrio, o painel Empreendedorismo Feminino 4.0, apresentou os cases de sucesso das marcas The Finds, Menina do Sofá, Miranda Estúdio e Bolo de Meninas falando sobre o processo de empreender em um negócio e fidelizar o cliente através da percepção sensorial, entendimento do público-alvo e participação de grupos de networking, associativismo e troca de relacionamento da marca com o cliente 

Na agenda de programação do evento, os professores da Fundação Dom Cabral, Ana Burcharth e Adriano Sá, explicaram que inovar na experiência do cliente é fundamental para garantir o futuro do varejo e que a rápida mudança tecnológica. 

“Acredito que é através da inovação que conseguimos mudar o país. À medida que eu conheço os clientes, da forma mais profunda, eu consigo enxergar suas dores e pensar em estratégias de inovações e distanciamento dos meus concorrentes”, reforçou a professora Ana Burcharth 

Ao complementar a fala da professora, Adriano Sá, esclareceu que “partir do momento em que mapeamos o cliente e descobrimos seus desejos, na questão da definição do sentimento da decisão de compra, ressignificamos o próprio varejo” 

O futurista, LuiCandrevafalou sobre as 8 etapas da Disrupção. Levou aos espectadores uma visão diferente de caos, domínio do caos, estabilização, inércia, forças emergentes, disrupção, dispersão de não óbvios, conflito e volta ao caos.  

“Quanto melhor a gente se comunica, mais rápido essas etapas ficam, até que todas virem um ponto comum. Nossos volumes de incertezas são enormes, principalmente em época de pandemia. Por isso, precisamos nos adaptar, para ficar confortáveis no caos”Em sua palestra, Candreva abordou que a normalidade é puramente ficçãoO que acaba acontecendo é que os negócios começam a andar mais rápido e consequentemente as etapas passam mais rapidamente, nos forçando a caminhar no caos constantemente”, concluiu. 

O evento recebeu, no turno da noite, Rony Meisler, CEO do grupo Reserva, que palestrou sobre proposito e diferencial da marca. “Quando você reconhece os funcionários que tem e os motivam, eles voltam muito mais felizes, motivadose isso é muito gratificante”, exemplificou, ao revelar uma das estratégias de gestão. 

O presidente da Fecomércio-BA, Carlos de Souza Andrade, ressaltou a importância da realização desse evento no cenário de pandemia e incertezas. “Este é o segundo ano que realizamos o Fórum do Comércio, evento que promete se consolidar no calendário de capacitação do varejo baiano. Além disso, será uma oportunidade de atualização para os empresários baianos em um ano em que o varejo teve de se reinventar para sobreviver”, declarou o presidente do Sistema Fecomércio-BA.