26/03/2021 às 14:46

Museu da Gastronomia Baiana é tema de palestra na França

A convite da Universidade Federal da Bahia (UFBA), o antropólogo e pensador da comida contemporânea, Raul Lody, apresentou o Museu da Gastronomia da Baiana (MGBA) do Senac para alunos da Universidade de Tours – cidade localizada à 240km da capital francesa, Paris. Norteado também pelo tema “Acarajé: uma comida de Axé”, o curador do MGBA mostrou a estrutura do complexo localizado no Pelourinho – mencionando também o Restaurante Escola do Senac, Bahia Bar, Loja de Livros e o espaço em homenagem ao Mestre Pastrinha.

Para os franceses, Raul Lody apresentou a iniciativa como uma forma de perpetuar a gastronomia baiana com conteúdos que conversam com biomas, história, gastronomia e cultura. “Falar sobre gastronomia baiana é viajar por influências, sabores e temperos em toda África – não só a Subsaariana, como também Magreb, ao Noroeste do continente. Por isso, esse trabalho realizado há 16 anos é uma importante ferramenta de conhecimento, sobretudo reconhecimento de nossas origens”, disse.

O museu - O Museu da Gastronomia Baiana, iniciativa do Senac-Bahia, é um conjunto de espaços que integra o Largo do Pelourinho, onde se localizam os prédios que formam o Museu, sítio histórico reconhecido pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade. Para conhecer um pouco mais acesse www.ba.senac.br/museu, e desfrute dos conhecimentos sobre culinária baiana sem sair de casa.