14/12/2017 às 18:04

Presentes, Papai Noel e Sambalelê

Julias, Marias, Pedros, Letícias, Davis e muita vontade de conhecer o Papai Noel. As 45 crianças da creche mantida pela Santa Casa de Misericórdia, estavam eufóricas e enérgicas para tudo que elas vivenciariam na manhã da entrega de presentes, que aconteceu no dia 13 de dezembro, na Pupileira. Como parte da programação especial do Natal Solidário do Sistema Fecomércio-BA, as crianças puderam pular e dançar na apresentação do grupo musical infantil Sambalelê e do grupo de flauta da Escola Sesc Zilda Arns.

O presidente em exercício, Kelsor Fernandes falou que é sempre um prazer estar com crianças, ainda mais em uma ocasião especial de doação. “Eu agradeço a oportunidade de estar aqui e de fazer parte da Sistema Fecomércio, principalmente nessa ação que proporciona felicidade para esses pequenos”, disse Fernandes.

Com um bom dia bem caloroso, a diretora secretária da Federação e idealizadora do projeto, Juranildes Araújo, iniciou sua fala comentando a trajetória da campanha. “Começamos pequenininhos, mas com muito amor. Hoje fazemos esse Natal Solidário com alegria e responsabilidade social”. 

O grupo musical Sambalelê não economizou nas músicas e fez a criançada dançar ao som de A Canoa Virou, Marinheiro Só e Pintinho Amarelinho. Teve abraço com colega, teve abraço com os adultos, muitos passos de dança e um pula pula sem parar. O grupo da Escola Sesc Zilda Arns também apresentou o projeto Flauta Doce Flauta.

A representante da Santa Casa de Misericórdia, Lise Weckerle disse que Natal é um momento muito especial: “A coisa mais importante do Natal é a solidariedade. É um momento de dar valor às pessoas e cuidar de quem mais precisa”. 

Por último, quando a ansiedade já não cabia mais no coração de cada criança e a pergunta que mais se ouvia era “cadê Papai Noel?”, o bom velhinho apareceu com os brinquedos provenientes das doações. As Julias, Marias, Pedros, Letícias e Davis dançaram, cantaram, aprenderam e nós saímos com a certeza de que transformar presentes em sorrisos é muito gratificante.